Sayfadaki görseller
PDF
ePub
[blocks in formation]

REVISTA

DO

INSTITUTO HISTORICO E GEOGRAPHICO DO BRAZIL

3." SERIE. – N.• 9. – 1.° TRIMESTRE DE 1853.

[ocr errors]

GUERRA CIVIL

OU

SEDIÇÕES DE PERNAMBUCO.

EXEMPLO MEMORAVEL AOS VINDOUROS.

(MS. offerecido ao Instiluto pelo Socio correspondente o Sr. Dr. Felippe

Lopes Netto.)

PRIMEIRA PARTE.

CAPITULO I.

deram Em que se noticia breve da terra, e dos motivos , que

principio ás sedıções.

Em todas as terras sujeitas ao dominio de Portugal se reputa pela mais excellente Pernambuco; porque na extensão do terreno lem de cosla 208 legoas, que são do Rio de S. Francisco, da parte do sul, até o Ceará-Grande para o Norte, té onde chega a jurisdicção do seu bispado, posto que não a do governo das armas e politico, por estar de permeio a Parahyba , que tem o seu a parte. Comprehende dilatados sertões, em que se recolhe numeroso povo de gente, numeravel criação de gados, que os fazem parecer um novo mundo. O clima é o mais salutifero. Contém em si Pernambuco quarenta freguezias, em que se acham oito villas, e tres cidades, e outras de

[ocr errors]
[ocr errors]

bastantes vizinhos povoadas.- Duzentos e cincoenta e quatro en. genhos de fazer assvčar, todos mui rendosos, e cada um d'elles com sua capella , e •sacerdote para os sacrificios e sacramentos; além de muitas que ha por varias partes.

Foi aşta, jerra em seu principio, quando descoberta , povoada de pessoas mời qualificadas na nobreza de seus ascendentes , de que hoje bra grandes familias, e d'onde procedem as que pelas mais partes då-America se espalharam, e nellas ha de melhor nome. Augmentou-se nos cabedaes; e augmentaram-se os vicios de tal sorte, que indignada a Divina Magestade das dissoluções dos homens, desde

Hollanda lhe enviou o castigo na era de 1630, que durou 24 annos, cono largamente se mostra nas bistorias que o referem. No fim d'elles intentaram os naturaes, levados do seu valor e brio, lançar fóra aos Hollandezes. Para o que fizeram de páos agudas armas, que do mato tirando, cada um no fogo a seu modo preparava. Assim se ajustam, e com ellas, e as do seu furor e valor, armados com glorioso nome conseguiram o que emprehenderam : restaurando a sua patria á custa de muito sangue, de muitas vidas, destruição de suas fazendas, e familias, supportando frios, fomes, sêdes, calmas, vigilias, e todas as mais penalidades, e accessorios d'uma ardente e viva guerra , lão continuada , e tão desigual nas forças, como eram as de poucos moradores desarmados, sem disciplina militar, sem munições e mantimentos, contra o poder incomparavel dos veleranos soldados de Hollanda , de tudo bem prevenidos e abastados. E foram tão liberaes os naturaes de Pernambuco, e tão isentos, que comprando tão cara a sua liberdade, e a da terra, sem pensão, nem interesse algum, a deram ao seu Rei, em obsequioso penhor da sua liberdade.

Tem mais, e teve sempre esta terra ser benigna māi dos forasteiros, agasalhando-os, e fazendo-lhes mimos, sem que os naluraes invejassem a dita de quem os maternos affagos lhes roubava , antes tratando-os com igual benevolencia, os estimaram sempre, favoreceram, e ajudaram, do que se originou sua ruina ; e foram estes beneficios armas que contra si deram offensivas. Porque, não satisfeitos,

[ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]

1

os estranhos, principalmente os mercadores de se verem authorisados, occupando postos e logares da republica , que não são da mercancia; habitos de Christo, que por juramentos falsos conseguiram (como de alguns poderei justificar), justificando-se parentes, sem o serem dos que impossibilitados da inopia, e da miseria por pouco mais de nada lhes venderam os seus serviços, quizeram de todo abater e destruir toda a nobreza, porque isentos ficassem logrando as honras que pelo braço e sangue alheio foram adquiridas.

E trazendo já de longe este intento tão maligno, os que para esta conjuração haviam conspirado , regeitando a ordem mercantil no que o negocio permittia em quanto licito , tractaram só do que désse mais ganancia afim de enriquecer á custa de quera fosse, e sem temor dos encargos das usuras na mora de um anno se dobravam os ganhos do fiado, para serem no outro acredores de todo o rendimento e lucro dos engenhos; e fazendo então arrematar por sua conta em 4 iostões cada arroba de assucar, com a mesma por quatorze satissaziam aos seus correspondentes, por se não osserecer outra conveniencia melhor do que esta , ou de embolsarem o dinheiro, ou de pagarem as dividas.

D'este modo se puzeram brevemente grossos nos cabedaes, e inflados na soberba ; e com tanta confiança que iam os de mais assistencia aos governadores, nos palacios e actos publicos. Em todas estas

, destrezas deram os modernos mascates, que os antigos não passavam das suas mercancias. E sendo Sebastião de Castro e Caldas, o governador no anno de 1708, acharam em seu genio, para a frequencia de corteja-lo, melhor capacidade, por ter tão pouca que indigno se fazia do logar, e cargo , que occupava, dando máo exemplo em ser, sobre deshonesto e escandaloso , contrario á igreja, e seus ministros, abstrahido dos sacramentos como si christão não sôra; e finalmente em 3 annos, que esteve em seu governo, nem pelo prereito annual se confessava , disfarçando esta falta com estar parte do tempo da quaresma, em que o devia fazer, em Olinda, e parte no Recile.

Com este governador se uniram para os seus negocios e para os

[ocr errors]
[ocr errors]

contraclos reaes, em que iam interessados, e pela communicação e companhia se facilitou o meio de approvar as conveniencias da nova villa, sobre que se baldaram varios requerimentos antecedentes, que a el-rei se fizeram , e não se conseguiu por então fazerem-se manifestos os prejuizos, que era certo résultarem, e pela informação de Sebastião de Castro e Caldas, que deu a S. M. se occullaram. Vinda

, que foi a ordem para a criação da nova villa , se ensoberbeceram mais, do que já estavam, os animos d'aquelles moradores do Recife, e com o governador a quem os interesses haviam obrigado, se declararam de todo oppostos á nobreza , tão superiores e com dominio tanto, quanto era o que já tinham nos cabedaes, que pela mercancia lhes haviam usurpado, com o que se desmasiaram na insolencia de tal modo, que impossivel parecia poderem os naturaes já com elles conservar-se: porque somente admittiam a si os do Recife por favor, aquelles nobres, que eram do termo, que instavam se concinasse a sua villa. Este foi o motivo das primeiras desconfianças.

Seguiu-se o segundo na divisão e repartição do termo, que o governador com o ouvidor geral haviam de dar á nova villa. No que se descontentou com mais razão o ouvidor por ser de voto se não désse mais, do que tem de freguezia, e com fundamento por ser o povo bastante para a conservação d'aquella republica, em caso que a houvesse, e não ficar a de Olinda diminuta , que em breve tempo perderia toda a estimação, que era o que os do Recife pretendiam. Valendo-se da opportunidade de terem o governador comprado e prompto para o que quizessem. D'aqui se originaram as opiniões e diversidades nos pareceres , seguindo os do Recife pelo empenho que fizeram, eos mais ao ouvidor pela razão, que os ajudava : vindo ficar Olinda sem a preeminencia de cabeça, coarctando-se o seu termo, e já subordinada ao Recife, onde se rematam os contractos; o que

deviam então fazer os do seu senado , quando não logo, correndo mais o tempo o alcançariam.

A opinião era certo perder-se da nobreza, por ficarem dos nobres, uns igualando-se aos mercadores nos logares, e outros, sendo poucos, para na cidade os encherem em todos os pelouros; e por essa falta

a

:

ר

« ÖncekiDevam »