Sayfadaki görseller
PDF
ePub
[ocr errors][ocr errors][merged small][merged small]

AO

MUITO ALTO, MUITO PODEROSO SENHOR

D. PEDRO II,

IMPERADOR CONSTITUCIONAL DO BRASIb..

SENHOR,

A descripção e a Historia de huma Provincia do Imperio, cuja importancia tanlo soube apreciar o Augusto Pai de Vossa Magestade Imperial, que foi reanima-la com sua presença em apurada crise de guerra, he oblação devida a Vossa Magestade Imperial. Elle teria sem duvida realisado os planos sublimes , que meditava em nosso beneficio, se destinado pela Providencia para abrilhantar os fastos de hum e outro hemispherio, não passasse de heroismo a heroismo, sempre Grande, sempre Admiravel, coberto das palmas do genio, e dos louros da victoria..

Herdeiro de seus elevados pensamentos, assim como he de suas egregias virtudes, Vossa

Magestade Imperial dará digna valia aos extremos de adhesão e lealdade com que essa Provincia, depois de resistir por longo tempo ao volcão democratico, que minava o Brasil, tocando-lhe afina-los no crisol de rude experiencia , abandonada por dous annos a si propria , e por esse inexplicavel desamparo animada a sedição, puros Brasileiros, por cumulo de sacrificios, ali provárão ao Imperio, e ao mundo inteiro, que seu amor ao throno constitucional he hum sentimento natural, assim como seu afferro ás liberaes instituições, protectoras de nossos direitos, se assemelha a huma crença religiosa; tanto mais inabalaveis , quanto se esteão nos interesses geraes , e achão sua força nas sympathias nacionaes.

Com o mais profundo respeito sou,

SENHOR,

De Vossa Majestade Imperial,

Humilde subdito,

VISCONDE DE S. LEOPOLDO.

PRE FACIO.

Na primeira edição d'estes Annaes expendi os motivos, que me incitárão a emprehender essa ardua tarefa; pezava-me sobre tudo de que talentos felizes, como os que tem dado o Brasil, e dà com abundancia, sem inveja aos de outros climas, não houvessem já tomado hum argumento tão digno : occurrencias posteriores, perseverantes investigações me fôrão deparando abundantes memorias, e com tal copia de cabedaes como resistir ao zelo de resgatar do esquecimento actos, que tendem a enriquecer a historia? além de que pelo pacto social recentemente abraçado, diversa organisação politica tinha succedido ao antigo regimen de governo.

Refundi pois, e additei a presente edição; apparecia com o caracter de obra original, avançando e narrando acontecimentos até aqui não divulgados: forçoso era que o autor, por hum respeito devido ao publico, e para passar escoimada da tacha de Romance provavel, conforme o dito picante de Voltaire, assas criticado pelo severo Mably, transcrevesse fielmente no fim os documentos, as peças justificativas, que servirão de farol, attestavão os factos, que eu coordenava, e as quaes interessarão ao Leitor curioso; dest' arte desempeçada de riquezas estranhas, correrá a narração com mais rapidez : hum escrupulo todavia me prendia; empregado por mais de vinte annos em diversos ramos da administração d'esta provincia, só por participante, saltaria por achegas e materiaes importantes ao edificio, do qual me propůz ser o alvener? eu os traçarei em sombra, deixando materia a chronistas vindouros.

Quando me recordo do tempo, das penas, e das difficuldades, que me custárão para esmerilhar noticias, documentos authenticos, disseminados pelos diversos archivos, e até em differentes provincias, afigurou-se-me quanto não ganharião na publica confiança, se depositados, e ensaiados fossem os quilates de veracidade, como entre os chins (1), em hum

O que ainda he mais de admirar, entre os Turcos, nação até agora tida por semi-barbara, pelo que attesta o erudito J. J. S. Senkowski, na importante obra , que acaba de publicar, Extracto dos Annaes Turcos , que tem relação com a Historia da Polonia , com notas e observações criticas : « Que os Turcos, cujo idioma tem fórmas regulares, possuem « livros em todo genero de instrucção; em historia, conservão grande nu« mero de Annaes, e de Chronicas. Desde que a capital do Imperio foi « transferida para Constantinopla, a Côrte Ottomana, segundo o uso dos « antigos Califas, mantém copistas, que tem por officio recolher e escre« ver dia por dia os acontecimentos importantes do Imperio. Afim de << segurar sua independencia, e a imparcialidade de seus Annaes, não são « estes publicados senão depois da morte natural ou civil do soberano, de ( quem escrevem os fastos, não tendo já, nem a temer suas vinganças, « nem a esperar seus beneficios. » Por apontar exemplos mais chegados, como em Portugal se propôz e conseguio a Academia Real da Historia Portugueza , fundada por D. João V, em 8 de Dezembro de 1720 : maravi

« ÖncekiDevam »