Sayfadaki görseller
PDF
ePub
[ocr errors][ocr errors][ocr errors][merged small][ocr errors][ocr errors]
[ocr errors]

1

HISTORICO
DO ESTADO
DA UNIVERSIDADE

DE
CO I MBRA
NO TEMPO DA INVASÃO DOS DENOMINADOS
JESUITAS

E
DOS ESTRAGOS

FEITOS NAS SCIENCIAS
E NOS PROFESSORES, E DIRECTORES

QUE A REGIAM
PELAS MAQUINAÇÕES, E PUBLICAÇÕES
DOS NOVOS ESTATUTOS

POR ELLES FABRICADOS.

L I S B O A
NA REGIA OFFICINA TYPOGRAFICA.

NNO MDCCLXXII,

[merged small][ocr errors][ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]

Deos , Rei de Portugal , e dos Algarves , daquém, e dalém Mar, em Africa Se

nhor de Guiné, e da Conquista , Navegação , Commercio da Ethiopia , Arabia , Persia , e da India, &c. A todos os Mens Fieis Vaffallos del tes Reinos e seus Dominios saude. Havendo conhecido o Senhor Rei Dom Diniz, que os heroicos feitos, com que os seus gloriosos Predecessores tinham lançado os Mouros destes Reinos para os Algarves de Além Mar, não seriam bastantes para o establecimento da Monarquia Portugueza , em quanto as Ar- , mas não fossem associadas pelas Letras; fundou na Cidade de Coimbra para os Estudos das Artes Liberaes das Sciencias a florente Universidade, que o Senhor Rei Dom Fernando transplantou para esta Cidade de Lisboa; e que o Senhor Rei Dom João o Terceiro restituio á fobredita Cidade, onde as Letras de

* ii

Porm

و

e

[ocr errors]

Portugal haviam tido o seu primeiro berço ; dotando-a copiosamente ; condecorando-a com sumptuosos Edificios; e ornando-a com os Eruditos e assinalados Mestres , que fizeram os grandes progressos Literarios , com que a mesma Universidade foi tão admirada na Europa até o anno de mil quinhentos fincoenta e finco ; no qual os denominados Jefuitas depois de haverem arruinado os Estudos Menores com a occupação do Real Collegio das Artes , em que toda a Primeira Nobreza de Portugal recebia a mais util, e louvavel Educação; passáram a destruir tambem fuccefliyamente os outros Estudos Maiores com o máo fim, hoje a todos manifesto, de precipitarem os Meus Reinos, e Vassallos delles nas trevas da ignorancia. E porque como Rei, como Senhor Soberano, que no Temporal não reconhece na Terra Su-1 perior, como Supremo Magistrado, como Protector da mesma Universidade, me pertence fazer examinar as causas da

sua

e

« ÖncekiDevam »